Papyrus: a propaganda descentralizada

69

No atual cenário da sociedade, é difícil imaginar nosso dia a dia sem sequer uma propaganda, ainda mais em um ambiente online. Com o crescimento exponencial do acesso no mundo inteiro, anunciar online se tornou um dos melhores negócios tanto para empresas quanto para provedores. O público que pode ser atingido é enorme, e os gastos, na maioria das vezes, são superados rapidamente por consequência do sucesso da propaganda.

Programas renomados como o Google Analytics mostraram que anunciar online pode ser uma ideia tão boa ou até melhor do que anunciar na tv, uma vez que a internet tem alguns artifícios chave que a tv não tem (pelo menos não ainda): dados do usuário e algoritmos.

Não é novidade para ninguém (ou ao menos não deveria ser) que ao se logar em uma conta qualquer, especialmente do Google, seus dados de navegação estarão sendo coletados durante toda sua experiência. Isso, segundo o próprio Google, para garantir que a propaganda que irá chegar até o usuário será a mais parecida possível com seu perfil, aumentando a chance de clique, e agradando tanto o anunciante quanto o consumidor.

Porém, isso não representa de um ponto de vista de segurança, uma violação de privacidade? Digo, todos os seus dados de navegação estão sendo analisados, e por mais que empresa X ou empresa Y se digam honestas, não deixam de ser companhias que visam nada mais que o lucro, não importa o quê. Isso significa que esses dados estão em perigo? Bem, dizer isso é querer desafiar gigantes da internet, podemos no máximo dizer que estão minimamente expostos.

Ataques hackers acontecem o tempo todo e têm sido noticiados com cada vez mais frequência e notoriedade. Vazamentos de informações essenciais como e-mails, senhas, dados bancários, históricos de navegação…

Talvez não seja tão presencial de um âmbito individualista, mas imagine um vazamento dessas proporções acontecendo com sua empresa hipotética. O estrago seria, hipoteticamente, gigante, e quase que irreversível.

Porém, como tudo evolui, a segurança não poderia (ou pelo menos não deveria) deixar de acompanhar as novas tendências do mercado. O surgimento do Bitcoin e várias outras moedas digitais atraíram a atenção do público não só pela sua proposta de ser o tão sonhado dinheiro digital, mas também pelo seu elevado nível de segurança, o qual até hoje não conseguiu ser quebrado. Esse sistema trata-se da Blockchain, uma tecnologia que usa milhares de computadores ao redor do mundo para garantir a segurança que só as moedas digitais proporcionam. Isso se chama descentralização.

E é sobre essa descentralização que age a Papyrus, a mais nova plataforma de propaganda inteligente, que agindo de maneira descentralizada, garante que os dados e informações coletadas de seus usuários estejam sempre na mais perfeita segurança que só uma blockchain pode proporcionar. Além disso, a Papyrus conta também com sua própria moeda digital que pode ser adquirida por qualquer tipo de investidor. O futuro já chegou, as informações não mais serão retidas de forma centralizada, e isso garantirá a segurança e privacidade que todos merecem!

Prepare a ico se inicia dia 12 de outubro: https://papyrus.global/tokensale/

Mais detalhes: https://papyrus.global/tokensale/

Papel branco: https://papyrus.global/media/files/whitepaper_en.pdf

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here